Azeitonas Gregas

Mais do que história, as azeitonas gregas de destacam pelo sabor intenso, com notas de pimenta e, em algumas situações, de frutas cítricas.

Sua rica variedade de espécies também garante opções para todos os paladares, das mais “úmidas” e carnudas, até as pequenas e picantes.

As azeitonas gregas podem tanto enriquecer pratos quentes e saladas, como servem de excelente entrada, em um legítimo banquete mediterrâneo. Verdes ou pretas, condimentas ou recheadas com exóticas combinações, que vão da pimenta jalapeño a castanhas, são uma verdadeira explosão de sabor.


Outro diferencial na produção da azeitona de mesa é seu método de conservação, que não utiliza soda cáustica, comumente aplicada para controlar a acidez. Os gregos preparam suas olivas cobrindo-as diretamente em uma grossa camada de sal puro, ou em salmoura. Nos dois métodos, os frutos são guardados por 12 meses em barris antes de ir à conserva definitiva, quando podem ser enriquecidos com azeite e especiarias. 

A qualidade da oliva também oferece grande influência na produção do azeite. O método de cultivo na Grécia ainda é baseado em pequenas propriedades, concentrando maior volume no extravirgem, que utiliza olivas mais nobres e tem acidez máxima de 0,8%. O produto virgem, também de boa qualidade e mais popular, aceita um nível máximo de acidez de 2%.

Com uma área de cultivo de quase 140 milhões de oliveiras, a Grécia é o terceiro maior produtor mundial de azeite, atrás da Espanha e da Itália. Na comparação entre os três produtores, a Grécia representa 22% do volume total. No entanto, detém 40% da produção de extravirgens. 

Creta, novamente, é mundialmente reconhecida por sua produção de azeites com Denominação de Origem Protegida (DOP) e vem se destacando em métodos orgânicos de cultivo e manufatura.

Símbolo de prosperidade, riqueza, presente na mitologia clássica e alvo de disputas milenares entre os povos helênicos, saborear uma legítima azeito na grega acrescenta um delicioso tempero de cultura e história à mesa.

Fontes: Ministérios das Relações Exteriores da Grécia (Embaixada de Beijing, China) e eHow.co.uk.